Brad Pitt e Angelina Jolie: Um desfecho diferente - Ápice
1022
post-template-default,single,single-post,postid-1022,single-format-standard,mega-menu-top-navigation,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Brad Pitt e Angelina Jolie: Um desfecho diferente

Uma das coisas mais fundamentais de um relacionamento amoroso é a comunicação. Sem ela, o indivíduo começa a não saber o que se passa com o outro ou então discute constantemente com o parceiro (a). Em um casamento, é importante que os cônjuges tenham acordos claros: ou seja, conversem muito sobre um determinado tema e cheguem a um consenso, para manter a harmonia do relacionamento.

Quando esses acordos não são claros ou não acontecem, os atritos vêm naturalmente, desgastando a relação. Geralmente isso acontece porque uma das partes está sendo autoritária ou então porque não há clareza no diálogo. Com isso, não há compreensão da questão que está sendo debatida, não há a percepção de profundidade e acaba gerando uma rivalização entre o casal ao invés de entendimento.

A divulgação da separação de Angelina Jolie e Brad Pitt, por exemplo chocou o mundo das celebridades e, consequentemente, seus fãs. Diversos veículos apontam que os motivos do pedido de divórcio seria pela forma que Pitt estava tratando os filhos, com ações que a esposa não concordava.

O término do casamento mostram os abalos que a relação já estava sofrendo. Quando um problema se torna gigante, a ponto do casal se separar, evidencia que as partes não conseguiam se colocar no lugar do outro, entender a visão do outro de mundo, nem entender porque o companheiro(a) tem essa visão. Uma vez que esse elo é rompido, o consenso deixa de existir e os desentendimentos se tornam cada vez mais graves, torna-se irreversível qualquer chance de reconciliação.

Mas o que fazer para salvar um relacionamento enquanto há tempo? Uma das metodologias mais eficientes é o Coaching. Entre suas mais variadas áreas, há o Coaching de Relacionamentos, que por meio de perguntas poderosas e técnicas, como a  Terapia Sistêmica Familiar e a PNL, auxiliam o casal (ou uma das partes) a entender melhor a relação, compreender a visão de mundo e a história do outro. Perguntas como: “o que é crucial para você para que o relacionamento dê certo?” são fundamentais para evitar dores futuras ao casal, deixando em harmonia as ideias e os ideais e com isso, o consenso vem de maneira natural.

Analisando os valores do Coaching de Relacionamento e suas técnicas, a decisão de Jolie e Pitt poderia ter sido diferente? Poderia. Com mais comunicação mais precisa e com a definição do que é crucial para você e o outro, talvez fosse possível uma reconciliação, pois haveria uma profundidade de compreensão e modelos de acordos definidos. Não sabemos qual foi o motivo da decisão foi tomada, mas com certeza o coaching poderia ter ajudado nesta situação.

Outras pessoas podem estar em situações parecidas, descubra como ajudar! Saiba mais como um coaching atua.

 

Até a próxima!

 



X